Confira como ficam serviços de educação em Campo Grande nos próximos 14 dias

Com medidas mais severas, alguns serviços não poderão funcionar de forma presencial em Campo Grande a partir desta sexta-feira (11). Não é o caso das escolas, colégios e setores de educação. Estes podem funcionar durante o período das restrições.

Leitos superlotados e aumento de casos da Covid-19 fizeram o Estado decretar novas medidas. Foi imposto que as cidades devem liberar os serviços de acordo com o risco da doença. Na Capital e outras cidades com bandeira cinza e risco extremo de coronavírus, apenas serviços essenciais podem continuar.

De acordo com o decreto Estadual, “educação dos níveis infantil, fundamental, médio, técnico-profissionalizante, superior e pós-graduação em formato presencial” são considerados como serviços essenciais.

Assim, escolas e colégios podem funcionar normalmente. Nestes ambientes devem ser observadas as normas de biossegurança já impostas anteriormente pelos decretos, como uso de máscaras de proteção e distanciamento mínimo entre pessoas.

As medidas decretadas pelo Estado são válidas até 24 de junho. Na data, uma nova atualização do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia) será divulgada e as classificações dos municípios podem mudar.


Crédito imagem: Divulgação

Crédito matéria: Dândara Genelhú