Com salário atrasado, trabalhadores da enfermagem da Santa Casa 'cruzam os braços'

Trabalhadores da enfermagem, da Santa Casa, em Campo Grande, iniciaram uma paralisação na manhã desta terça-feira (11) e dizem que só retomam as atividades “quando o dinheiro estiver na conta”. Com o salário atrasado, a categoria realizou uma assembleia na entrada principal do hospital, decidindo que somente 30% dos funcionários iriam manter os atendimentos essenciais. 

“Nós fizemos uma assembleia agora há pouco e o presidente da Santa Casa participou. Ele disse que existe a possibilidade de pagamento hoje, mas, precisa do repasse da prefeitura. Agora, nós só vamos voltar aos setores, voltar a rotina normal, quando o dinheiro tiver na conta”, afirmou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul (Siems), Lázaro Santana. 

Segundo Santana, cerca de 200 profissionais estão paralisados desde às 7h e, caso o pagamento não seja feito ainda hoje, eles devem retomar a paralisação na quarta-feira (12), além de discutir sobre uma possível greve. 

“Vamos continuar assim pela manhã, depois tem o pessoal da tarde que vai manter somente os 30%. Agora, se o pagamento cair, vamos voltar. Por se tratar de uma verba alimentícia, ninguém vai mais esperar. O nosso quantitativo já está reduzido. Temos cerca de 300 profissionais afastados por várias situações, então, o quantitativo já está bem reduzido e vamos permanecer aqui no pátio até uma solução”, finalizou.

O que diz o hospital

Conforme a assessoria de imprensa da Santa Casa, a prefeitura solicitou a nota dos valores a serem repassados, no início desta semana, mas até o momento, não efetuou o repasse. No entanto, informou que o dinheiro seria repassado nesta manhã (11). Desta forma, ainda de acordo com a assessoria, o hospital aguarda o repasse para o processamento da folha.


Crédito imagem: Divulgação

Crédito matéria: Graziela Rezende